Visitar

Museu Nunes Pereira

Conheça o Museu Nunes Pereira.
O museu tem a maior coleção do artista (mais de 15 mil peças) e inclui algumas das suas melhores obras. O museu encontra-se na oficina onde trabalhou nos últimos anos da sua vida. Os espaços, os instrumentos e as obras fazem-nos respirar o ambiente onde o Monsenhor Nunes Pereira fez algumas das mais emblemáticas peças de arte. Este artista, natural de Fajão (Pampilhosa da Serra), foi padre na Diocese de Coimbra, tendo falecido a 1 de junho de 2001.
Museu Nunes Pereira

Horário

Visitas

Aberto

Segunda a Sexta

Visitas por reserva

10h-12h / 14h-17h

Responsável do Museu:

Dra. Cidália Santos

A decorrer...

Exposição temporária

As últimas Ceias de Nunes Pereira - das Ceias à Ceia
Desde 31 maio 2021

As últimas Ceias de Nunes Pereira - das Ceias à Ceia

“As Últimas Ceias de Nunes Pereira – Das Ceias à Ceia –“, constitui um percurso que mostra a forma como o artista plasmou, o Memorial – a Eucaristia – contido e inscrito em cada uma das suas obras: Jesus à mesa, ao centro, ladeado de seis apóstolos de cada lado, o pão e o cálice ao centro a serem abençoados e a ação de graças, evocada de vários modos, por parte de cada um dos apóstolos. Percurso que permite ‘saborear’, interiorizar e valorizar o significado da mesa, do alimento e da presença do outro na nossa vida. Lugar de gratidão, de conhecimento e de reconhecimento.

Aconteceu...

Exposições temporárias

Exposição Temporária Cuidar do Outro

Cuidar do Outro pela xilogravura de Nunes Pereira

Esta exposição temporária fala-nos do cuidar do outro, do ser presença em momentos difíceis, de dar esperança no sofrimento e na doença.
A temática escolhida prende-se com uma xilogravura, doada ao Seminário Maior, que retrata a ‘fundadora’ da enfermagem moderna, Florence Nightingale, num momento muito específico da sua vida, a Guerra da Crimeia.
Esta exposição insere-se nas comemorações do bicentenário da fundadora da enfermagem (1820-2020), no Ano Internacional do Enfermeiro.

Exposição Temporária “Os Contos de Fajão”

Os Contos de Fajão

Nos 30 anos da publicação da 1ª edição d´Os Contos de Fajão, voltamos a ter oportunidade de ver as 23 tábuas desenhadas por Nunes Pereira.
Trata-se de uma coleção única e de uma possibilidade rara de contemplar estas obras.

Exposição temporária “O Eterno e desceu e foi acolhido”

O Eterno e desceu e foi acolhido

No Museu Nunes Pereira, no Seminário Maior de Coimbra, encontra-se patente mais uma exposição temporária, sob o tema: “O Eterno Desceu e foi Acolhido, pela Xilogravura de Nunes Pereira”.

Tendo em conta, o tempo festivo que se está a viver e a vivenciar, esta exposição é um convite a direcionar o olhar para dois pontos essenciais: o acolhimento e a família. Sendo este um tempo de alegria, união, confraternização, é na família que se encontra a sua expressão máxima.

A Descida do Eterno e o seu acolhimento ocorreu no seio de uma família que, apesar de pobre, O acolheu na sua total humildade e fragilidade, mas em plena confiança. Esta Descida, também, representa o quanto Deus nos ama e quer estar próximo de nós, para nos acompanhar e caminhar ao nosso lado.

É sob este olhar, o mesmo olhar que Maria e José tiveram, que o Deus-Menino nos chama a direcionar os nossos olhos – especialmente ‘os olhos do nosso coração’.